1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Saiba Qual é o Cronograma para o Fies 2016

Candidatos que não conseguiram o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) este ano, podem se inscrever novamente no primeiro semestre de 2016. Para se inscrever o aluno deve acessar a página do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), no site do programa http://sisfiesportal.mec.gov.br.

Após a inscrição o candidato deve conferir as informações junto a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), e em seguida comparecer em um agente financeiro do FIES em até 10 dias, a partir do terceiro dia útil seguinte à data da validação da inscrição pela CPSA, para formalizar a contratação do financiamento.

Saiba Qual é o Cronograma para o Fies 2016

Saiba Qual é o Cronograma para o Fies 2016. Imagem:Divulgação

Cronograma Fies 2016

Desde maio de 2015 o Fies tem novas regras. A partir de 2016, todos os estudantes que quiserem participar do programa terão que ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção dos estudantes para a contratação do financiamento do Fies será feita de acordo com os resultados do Enem, ou seja, só os estudantes que alcançarem nota mínima de 450 pontos em cada uma das provas do exame, sem zerar na redação podem requerer o benefício.

Todas as informações sobre o programa estão disponíveis no site do Fies, assim como datas e cronogramas importantes do programa.

Expectativas Fies 2016

Expectativas Fies 2016

Para os próximos anos o MEC pretende financiar os estudos de 350 mil estudantes anualmente.

Jovens do Brasil inteiro já foram beneficiados com o Fies. Desde 2010 o programa realizou mais de 1,033 milhão de contratos, sendo que só em 2013 o Fies contou com a formalização de mais de 423 mil contratos e em 2014 o Fies fechou 732 mil novos contratos, com mais de 1,9 milhão de alunos.

Fies – Sobre o Programa 

Desde 1999, o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), programa do Ministério da Educação, financia a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições particulares. O programa financia até 100% do valor da mensalidade do curso, sendo que o estudante começa a pagar as prestações do financiamento a partir do 18° mês após a conclusão do curso.

O benefício pode ser solicitado por alunos de instituições privadas conveniadas ao MEC, que tenham renda familiar inferior a 20 salários mínimos e cujo comprometimento financeiro seja menor que 20% da renda familiar.

Recomendados para você:

Comente (será moderado)